Superium - Seu Curso Forte!


Vestibulinho para ETEC, SENAI, LICEU, ESCOLA TÉCNICA FEDERAL e TERMOMECÂNICA. Vestibular para FATEC, ENEM, UFABC!
Curso preparatório em Santo André, no ABC paulista (de fácil acesso para quem mora em São Caetano, São Bernardo, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra e na Zona Leste) para ETEC, para SENAI, para Termomecânica, para o Liceu de Artes e Ofícios, para IFSP (Escola técnica federal), para Encceja (Supletivo), para Concursos, e até para aulas de Reforço (Matemática, Química, Física, Biologia e Português)... tudo isso só no Superium Cursos você encontra. Preços acessíveis, salas com número limitado de alunos, material incluso..
Mais de 100 concursos estão previstos para esse ano
Pelo menos 117 concursos públicos em todo o país estão com inscrições abertas. São 46,5 mil vagas em cargos para todos os níveis de escolaridade. Os salários chegam a mais de R$ 23 mil no Senado.

63 vagas até R$ 5.473,35, vários cargos, nível Fundamental / Médio / Superior
A COMPANHIA DO METROPOLITANO DE SÃO PAULO - METRÔ, tendo em vista o contrato celebrado com a Fundação Carlos Chagas, faz saber que será realizado em locais, datas e horários a serem oportunamente divulgados, Concurso Público destinado ao preenchimento de 63 vagas e à formação de cadastro reserva para os cargos do seu Quadro de Pessoal, o qual reger-se-á de acordo com as Instruções Especiais deste Edital.

INSTRUÇÕES ESPECIAIS
I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1. O Concurso Público será executado sob a responsabilidade da Fundação Carlos Chagas, obedecidas as normas deste Edital.
2. O concurso destina-se ao preenchimento de vagas constantes do Capítulo II deste Edital e formação de cadastro reserva.
3. Os candidatos aos cargos do presente concurso ficarão sujeitos à seguinte jornada de trabalho:
a) Médico do Trabalho: 20 (vinte) horas semanais.
b) Operador Transporte Metroviário I: 24 (vinte e quatro) horas semanais, a serem cumpridas de segunda-feira a sábado, turnos com início a partir das 4h e término até a 1h.
c) Técnico Sistemas Metroviários (corretiva ou restabelecimento) e Técnico Sistemas Metroviários (corretiva) - todas as modalidades: escala de revezamento.
d) De acordo com as necessidades da Companhia do Metropolitano de São Paulo - Metrô, as jornadas de trabalho poderão ser cumpridas em turno de revezamento e/ou turno fixo (diurno ou noturno).
Mais informações: veja o site pciconcursos
Curso Preparatório para o SENAI pode mudar sua vida
Leia esse trecho publicado na revista Época, 02/01/2012. Visite o site, assine: Época

A classe operária perto do paraíso
Os metalúrgicos estão cursando faculdades, ganham mais e recebem participações nos lucros que passam de R$ 10 mil por ano. Com um impulso do governo Lula, eles vivem a melhor fase de sua história.
O estacionamento dos funcionários da fábrica da Mercedes-Benz na Rodovia Anchieta, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, tem cerca de 3 mil vagas – e está sempre lotado. Como nos shopping centers, quem chega à Mercedes tem dificuldade para encontrar espaço. O mesmo acontece no estacionamento da Volkswagen, perto dali. Se tudo der certo, em breve Bruna Oliveira, de 21 anos, será a próxima a disputar uma vaga no estacionamento da Mercedes. Há um ano e meio, ela trabalha na montagem de motores de ônibus e caminhões na fábrica. Bruna quer um carro para facilitar o deslocamento do trabalho ao curso de engenharia de produção, que vai começar na Fundação Santo André, na cidade vizinha. Assim como Bruna, milhares de metalúrgicos melhoraram de vida nos últimos anos.
Seus reajustes salariais superam a inflação e geram ganhos financeiros que se tornaram a parte mais visível da boa fase atual. O salário médio dos metalúrgicos do ABC está em torno dos R$ 5 mil mensais – sem contar as horas extras. Operários de funções especializadas chegam a ter salários de R$ 9 mil. Quase todos são obrigados, pelos recordes nas vendas, a fazer horas extras – e podem ganhar até R$ 800 adicionais por um único domingo de trabalho. Há ainda abonos salariais e bônus generosos, conhecidos pela sigla PLR (participação nos lucros e resultados). No ABC, a média de remuneração variável no ano passado ficou entre R$ 10 mil e R$ 16 mil. Na fábrica da Renault, em Curitiba, Paraná, os metalúrgicos obtiveram um acordo para receber R$ 60 mil por três anos. Se não foi ao paraíso, como preconizava o título do filme do italiano Elio Petri, a classe operária brasileira está perto dele. (...)

Prova do ENEM - ENCCEJA (antigo supletivo)
A prova do ENEM (Exame Nacional de Ensino Médio), no primeiro dia, tem 90 questões que devem ser respondidas em 4h30. Já no segundo dia, além de mais 90 questões, a prova apresenta uma proposta temática para a produção de um texto dissertativo, por isso tem uma hora a mais para sua realização.... ENEM para concorrer a 50% ou 100% de bolsa nas faculdades particulares (vagas no PROUNI) ou aos cursos nas FEDERAIS (através do SISU) é no SUPERIUM - Seu CURSO FORTE. A prova do ENEM - ENCCEJA ainda serve para se obter o diploma do ensino médio. Informe-se. Preços acessíveis, salas com número limitado de alunos, material incluso.
Veja como funcionam as inscrições para a prova do ENEM - ENCCEJA
As inscrições para o exame custam R$ 35,00 e devem ser pagas por meio de guia de recolhimento da União (GRU) simples, gerado no ato de inscrição. Caso contrário, a inscrição não será confirmada. São isentos da taxa de inscrição alunos de escolas públicas que estejam concluindo o ensino médio. Para isso, sua escola deve estar cadastrada no censo escolar da educação básica e ele deve informá-la no ato da inscrição. Também estão isentos de pagamento aqueles que declararem carência socioeconômica (membros de família de baixa renda) ou estiverem em situação de vulnerabilidade socioeconômica. O pedido de isenção do pagamento da taxa somente poderá ser feito por meio do sistema de inscrição. A nota do Enem pode ser utilizada para o ingresso do participante em universidades públicas, por meio do Sistema de Seleção Unificado (Sisu). Também servirá para que o estudante se beneficie do Programa Universidade para Todos (ProUni), obtenha o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) ou participe do programa Ciência Sem Fronteiras. Além disso, os participantes maiores de 18 anos que ainda não terminaram a escolarização básica podem participar do Enem e pleitear a certificação no ensino médio junto a uma das instituições que aderirem ao processo – secretarias estaduais de educação, os institutos federais e os centros federais. A lista das instituições certificadoras está no edital do Enem. O Enem é o segundo maior exame do gênero, atrás apenas do realizado na China. No primeiro dia, sábado, serão realizadas as provas de ciências humanas e suas tecnologias e ciências da natureza e suas tecnologias, com duração de quatro horas e meia. No domingo, os estudantes terão cinco horas e meia para fazer as provas de matemática e suas tecnologias; linguagens, códigos e suas tecnologias e redação. O Enem está inserido no conjunto de ações que pretendem melhorar o acesso e a permanência do estudante e a qualificação da educação superior brasileira. O exame foi criado em 1998 para avaliar o desempenho do estudante ao fim da escolaridade básica. Em 2008, o Ministério da Educação propôs a utilização do Enem como instrumento para democratizar as oportunidades de acesso às vagas federais de ensino superior, possibilitar a mobilidade acadêmica e induzir a reestruturação dos currículos do ensino médio. Desde 2009, o Enem tem se fortalecido como uma prova de acesso às instituições de ensino superior, tanto públicas quanto privadas. Além disso, o Enem continua a ser critério de seleção de bolsas de estudo no Programa Universidade para Todos (ProUni) e no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). O Enem ainda promove a certificação de jovens e adultos no ensino médio. Fonte: Assessoria de Comunicação Social, Portal do INEP/ ENEM... tudo isso só no Superium Cursos você encontra. Preços acessíveis, salas com número limitado de alunos, material incluso..
Redação do ENEM tem critério de correção mais rigoroso
O Enem está com mudanças e mais rigor na correção da redação. O texto produzido pelos candidatos será corrigido por dois corretores de forma independente e haverá cinco itens de objetividade sendo avaliados. Caso haja diferença maior que 20% na nota final entre esses dois corretores, a redação será lida por um terceiro corretor. E se, ainda assim, a discrepância persistir, ou seja, a diferença entre as três notas for superior a 200 pontos, a dissertação passará para uma banca examinadora de excelência, composta por três professores avaliadores e que darão então a nota final ao participante. Também é novidade na redação a divisão da nota em cinco itens de competência: domínio da língua portuguesa, compreensão do tema proposto, capacidade de selecionar e organizar ideias, demonstração de conhecimento sobre o tema e apresentação de solução para a proposta dissertativa. Cada um dos corretores deverá atribuir nota de zero a 200 pontos para cada uma dessas competências. Havendo discrepância maior que 80 pontos em cada uma, o terceiro corretor avaliará e atribuirá notas segundo o mesmo critério. Por exemplo, a nota do primeiro corretor é de 640 pontos e a do segundo, 480. A priori, a diferença é inferior a 200 pontos e a nota final da redação desse candidato seria a média aritmética das suas notas. Mas, se na competência 1 a nota de um corretor tiver sido 160 e o do outro, 40, a redação será encaminhada para o terceiro corretor. Se a nota dele, nessa competência, se aproximar da de um dos dois corretores anteriores – por exemplo, nota 120 –, não haverá necessidade da banca examinadora. A nota mais baixa na competência com dispersão será eliminada. A nota final da redação será a média aritmética das duas notas mais próximas. Em julho, um guia será enviado aos candidatos inscritos no Enem 2012, com explicações sobre as novas regras de correção da redação. O estudante terá nota zero se o texto fugir do tema proposto, apresentar estrutura textual que não seja a do tipo dissertativo-argumentativo ou tiver sete linhas ou menos. Segundo o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Luiz Cláudio Costa, após a divulgação dos resultados das provas do Enem, todos os corretores passarão por um treinamento online sobre o texto específico da redação. E, conforme acordado com a Justiça, os estudantes poderão ter acesso à redação. "Estamos definindo como será essa operacionalização para ter segurança no processo", adiantou o ministro. Assessoria de Imprensa MEC/Inep