Supletivo Encceja

Exame do ENCCEJA substitui o antigo "supletivo"


O MEC agora organiza as provas para quem deseja a certificação de conclusão do Ensino Médio para os estudantes com 18 anos completos, ou seja, conseguir o diploma oficial do Ensino Médio, anteriormente possível apenas para quem fazia o antigo curso supletivo. O Inep realiza exames que além de diagnosticar a educação básica brasileira possibilitam meios para certificar saberes adquiridos tanto em ambientes escolares quanto extra-escolares. O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) é um desses exames.
O exame é aplicado para avaliar jovens e adultos que não concluíram os estudos em idade apropriada. Pode ser realizado para pleitear certificação em nível de conclusão do Ensino Fundamental para quem tem no mínimo 15 anos completos na data de realização do Exame residentes no Brasil ou no exterior.

O Encceja tem como principal objetivo construir uma referência nacional de educação para jovens e adultos por meio da avaliação de competências, habilidades e saberes adquiridos no processo escolar ou nos processos formativos que se desenvolvem na vida familiar, na convivência humana, no trabalho, nos movimentos sociais e organizações da sociedade civil e nas manifestações culturais, entre outros.

Ao inscrever-se você deve indicar se deseja realizar uma ou mais provas do exame. O Encceja constitui-se de questões estruturadas da seguinte forma:

Para o ensino fundamental: - Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna (Inglês), Artes, Educação Física e Redação
- Matemática
- Historia e Geografia
- Ciências Naturais

E para o ensino médio (apenas para os brasileiros residentes no exterior):
- Linguagens, Códigos e suas Tecnologias
- Matemática e suas Tecnologias
- Ciências Humanas e suas Tecnologias
- Ciências da Natureza e suas Tecnologias

Para se preparar para o exame, o Inep disponibiliza em sua página o material didático pedagógico de apoio aos candidatos e professores que é composto por: um volume introdutório, quatro volumes de orientações aos professores, oito volumes de orientações para o estudante (quatro para o ensino fundamental e quatro para o ensino médio). A Matriz de Competências e Habilidades, com 45 habilidades, também continua subsidiando o estudo individual.

As competências do sujeito são eixos cognitivos que, referem-se também ao domínio de linguagens, compreensão de fenômenos, enfrentamento e resolução de situações-problema, capacidade de argumentação e elaboração de propostas. Dessas interações resultam, em cada área, habilidades que são avaliadas por meio das 30 questões objetivas (múltipla escolha) e pela produção de um texto em prosa do tipo dissertativo-argumentativo, a partir de um tema de ordem social, cientifica, cultural ou política (redação).

Todos aqueles que tenham realizado o Encceja em anos anteriores e não obtiveram média para aprovação na área de conhecimento, poderão inscrever-se novamente em 2010 para eliminação do componente curricular desejado, caso tenham interesse.

Para pleitear a certificação você deve obter nas avaliações, no mínimo, o nível 100 (cem), em uma escala de proficiência que varia do nível 60 ao nível 180, com desvio padrão de 20 pontos. O nível 100 dessa escala significa que você desenvolveu as habilidades mínimas necessárias para obter a certificação.

No caso de Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Educação Artística e Educação Física (ensino fundamental), você deve adicionalmente obter proficiência na prova de redação. Essa proficiência é conferida caso o candidato obtenha, em quatro competências definidas para o texto escrito, pelo menos o nível 2 (dois) em uma delas e pelo menos o nível 1 (um) nas demais. E no caso de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (ensino médio) você deve adicionalmente obter proficiência na prova de redação. Essa proficiência é conferida caso o participante obtenha, em cinco competências definidas para o texto escrito pelo menos o nível 2 (dois) em duas delas e pelo menos o nível 1 (um) nas demais.

Na prova de redação, não serão atribuídos pontos aos seguintes textos:
- B (em branco). Textos com até cinco linhas escritas;
- N (nulo). Textos em que haja a intenção clara do autor de anular a redação (palavrões, riscos ou desenhos não acompanhados de texto etc.);
- I (ilegível). Texto com letra totalmente ilegível ou texto em outra língua que não seja a portuguesa;
- D (desconsiderado). Texto que não desenvolve o tema da redação.
Para efeitos estatísticos, às redações D, I e N será atribuído o grau zero. As redações classificadas com B não recebem grau e não entram nas análises.
Essas áreas do conhecimento foram estabelecidas a partir do currículo da Base Nacional Comum, de acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN's).
A Matriz de Competências e Habilidades, com 45 habilidades, continua subsidiando o estudo individual dos participantes, bem como o trabalho desenvolvido pelos professores no preparo dos alunos, conforme o material didático elaborado pelo Inep, composto de 13 volumes.

Lembre-se: A inscrição é gratuita!